Páginas

30 agosto 2017

Portal Kids no combate ao bullying

Gilberto Fernandes palestrou para crianças de 5 a 6 anos a convite da agência Indoor.
A presidente do Portal Kids Wal Ferrão foi ao Memorial Getúlio Vargas prestigiar a palestra.

Nesta terça-feira, 29, o psicólogo e diretor do Portal Kids, Gilberto Fernandes, deu uma palestra sobre bullying para crianças de 4 a 5 anos de idade no Centro Municipal do Memorial Getúlio Vargas, na Glória, Zona Sul do Rio.

O evento “Bullying Nunca +”, organizado pela jornalista Monica Macabu e pelo diretor da agência Estação Indoor, Leonardo Lobo, contou com estudantes de uma escola municipal de uma comunidade do Rio.

Falar para um público tão especial foi um desafio para o experiente Gilberto, que cuida de crianças, adolescentes e mães de desaparecidos nos projetos realizados pelo Portal Kids com o apoio da DKA Áustria. Para que os pequenos entendessem sobre o bullying, o psicólogo elaborou uma mini
encenação teatral colocando os professores no centro do palco como atores. A plateia formada pelas crianças assistiu atenta a performance coordenada por Gilberto que fez os professores simularem uma situação de bullying entre eles. A‘atuação’ dos mestres impressionou os alunos que entenderam muito bem a lição.

Ao final de sua apresentação às crianças, Gilberto interagiu com elas que conversaram com o psicólogo sobre bullying. O resultado da experiência foi tão positivo que o diretor do Portal Kids foi convidado para finalizar o evento com uma pequena palestra no auditório do Memorial Getúlio Vargas. “Falar e trabalhar sobre o bullying com crianças pequenas é muito complicado, ainda mais com esse nome, que é um termo muito distante da maioria da população. O que tentei fazer  foi um trabalho de conscientização usando os professores como referência. Por quê? Porque eles vão continuar
com esses professores na escola. A ideia é despertar as crianças e os professores para esse fenômeno que é minimizado no cotidiano que aparece como brincadeiras. A intenção com esse trabalho foi conscientizar os professores e os alunos sobre isso”, disse Gilberto.

Por Luciana Tecídio


Nenhum comentário:

Postar um comentário